segunda-feira, 12 de abril de 2010



Sinto algo, tão profundo
Que não tem explicação.
Não há lógica que entenda
O que vem do coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário