sexta-feira, 12 de agosto de 2011





Eu quero mesmo é que tudo exploda. E que seja luminosa, a explosão, que ecoe pelos quarteirões e faça tremer teus vidros, quebrar tuas janelas. Que perturbe teu sono e te faça ir pra rua pra ver o que aconteceu. Você não vai me encontrar lá. Eu não sou o piloto. Não sou o passageiro. Não sou o pedestre. Eu sou o acidente, e eu sou grave....

Lucas Silveira

Um comentário:

  1. "Eu quero mesmo é que tudo exploda."
    A explosão trás uma variedade de sensações e sentimentos que precisam explodir pra percebermos uma reação ou atitude de alguém. Adorei postagem!!!

    ResponderExcluir