terça-feira, 18 de janeiro de 2011


Quando o desespero toma conta de mim, e o estresse me devora, a raiva me suga e a dor me domina, não a nada que eu possa fazer, não mando nos meus sentimentos, nas minhas estupidez, não mando nem mesmo em minhas atitudes, simplesmente choro, choro e choro. Porque o sofrimento, raiva, dor falam mais forte e a alegria se esconde em um baú de antigas e boas lembranças, que me fazem tão bem, mas que agora não fazem parte de mim, já não me pertencem mais.


[ Por: Thalita Ramos ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário