domingo, 9 de março de 2014

"Às vezes o adeus é o único jeito."

"Teu texto, teu sorriso de mentira, pode enganar a todos. Não a mim."


Pensei que nunca fosse escrever algo para você, pelo menos não mais. Mas na verdade, quem escreve hoje é meu coração. Um coração ferido, mas que um dia aprendeu a perdoar. Demorou, mas é o tempo quem cura as feridas. Já pensei em te odiar, muitas vezes, alias. Mas um coração que já te amou demais, não tem capacita para isso. Porém, ainda sente a dor de ter sido perfurado pela amizade mais bonita, companheira e podia ter sido eterna. Dói saber que 10 anos de amizades foram uma mentira. Um mentira que me fez muito feliz, infelizmente :( Mas como toda mentira um dia é revelada. E dói, dói muito. Bom, e mesmo que todo esse amor que você dizia sentir tenham sido palavras vazias, saiba que o meu sempre foi mais do que eu podia imaginar que poderia sentir. Pois mesmo quando estavas longe, eu estava te amando, te cuidando e brigando com pessoas que tentavam dizer algo ruim do meu grande amor, da minha melhor amiga. É, você sabia mais de mim do que qualquer outro. Você tinha meu coração como ninguém nunca teve. Confesso que não fostes meu primeiro amor. Mas quem disse que o primeiro amor é o maior, mais intenso e o para sempre?
Mesmo que nosso infinito tenha durado menos do que eu desejava, saiba que em meu coração você estará até o meu fim, mesmo que não esteja mais em minha vida. Vou contar para meus filhos sobre nós, sobre como foi intensa e feliz nossa amizade. Porém no ano de 2013 te perdi totalmente. É, já se passou 1 ano. Sinto sua falta todos os dias. Não dessa que agora habita em você, mas sim daquela que eu conhecia, que eu sabia o que estava pensando, que eu sabia quando sentia dor mesmo que estivesse sorrindo. Meu amor fazia eu te ver mais profundo do que outras pessoas podiam ver, eu te via por dentro. Mesmo que eu não tenha conseguido ver dentro do seu coração que tudo foi uma mentira, que você tinha me iludido e que não estaríamos juntas até o fim. Sinto muito sua falta mesmo e acho que sentirei sempre.
Menina, você quebrou um coração que você mesma construiu. E a única coisa que você nunca disse que iriaa durar pra sempre, a saudade, é a única coisa que sinto agora e parece que não vai embora mais. Mas se cuida e fica bem. Não deixa palavras de 10 anos que nunca te tocaram, te tocarem agora. Eu precisava escrever tudo que estava guardado aqui dentro e que machuca tanto. Mas te cuida daí que eu me cuido daqui. Seja feliz!
E como um dia dedicaste uma musica para nosso fim, te dedico a minha agora:

DIGA, PTE 2

Tira a maquiagem pra que eu possa ver
Aquilo que você se esforça pra esconder
Agora somos só nós dois
Já podes parar de fingir

Mas cala essa boca
E me diz com o olhar
Quem era você
Até me encontrar
Se agora és diferente
O que eu fiz que te fez mudar?


Eu lembro dos lábios tremendo ao dizer
Eu não vivo sem você...

Então diga
Que não vai sair da minha vida
Diga que não passa de mentira
Quando dizem que o amor morreu


Tira essa roupa pra que eu possa ver
Que não há uma arma
Tentando se esconder
O mal vive num lar
Perfeito e sem infiltração

E tira o cabelo da cara e me diz
Se por um segundo
Quiseste me ver feliz

Ou se és o meu destino
Tentando me dar outra lição

Eu lembro de serrar os punhos pra dizer
Eu não amo mais você...

E diga
Que não volta mais pra minha vida
E que a nossa estrada é bipartida
Esqueça o dia em que me conheceu


Então diga
Que nem todo dinheiro dessa vida
Não vai comprar de volta "a acolhida"
No peito de quem já foi todo seu


A casa é minha
Mas pode ficar
Eu volto amanhã
E não quero mais te enxergar
Faça suas malas
E nunca mais volte aqui

Eu juro pela vida
Da mãe e do pai
Ciente do peso
Da expressão "nunca mais"
Volte a oferecer
Teu corpo a quem preferir

Viver ao lado de quem não tem nada pra dizer
Confesse pra mim de uma vez

Mas diga
Que nunca foi feliz nessa tua vida

Teu texto, teu sorriso
De mentira
Pode enganar a todos
Não a mim


Então diga
Que essa mão que acena na partida
Por tantos idiotas, pretendida
É a mesma que decreta o nosso fim

Assisto a teus passos
Como a um balé
Quem vais usurpar
Agora que ninguém te quer?
A verdade demora
Mas chega sempre sem avisar


E o grito contido no teu travesseiro
Ecoa nos lares do mundo inteiro
Não tira esse rímel
Pois hoje eu quero vê-lo... borrar




Créditos: título: LINKIN PARK (MÚSICA)// paráfrase: A CULPA É DAS ESTRELAS (LIVRO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário