quinta-feira, 6 de março de 2014

Felizes são aqueles que não sentem


Sentir, é como ser escravo do imprevisível. Algo que estamos sentenciados. Não tem pra onde correr, não tem orgulho que consiga destruir e arrogância que consiga reprimir. É como um círculo, por mais que você corra, você acaba sempre voltando pro mesmo lugar. Amar e odiar. Opostos que são tão semelhantes e que tornam os que os sentem, tão intensos. Sentimentos tão diferentes, mas que podem trazer consequências gigantescas. Tanto positivamente, como negativamente. Sentir é como viver. Pensamos que temos o controle da situação e ai vem algo inesperado e confirma sua escravidão eterna a imprevisibilidade.













Título: música FAROL- FRESNO

Nenhum comentário:

Postar um comentário